Apregoando’s Blog

Just another WordPress.com weblog

O AVIVAMENTO QUE BUSCAMOS

Posted by apregoando em janeiro 19, 2009

O AVIVAMENTO QUE BUSCAMOS – Hc 3.2;


· No dicionário Aurélio, avivamento é definido como o ato ou efeito de avivar – tornar mais vivo, mais nítido, cobrar ânimo, ficar intenso.
·
· O apóstolo Paulo registrou o segredo de uma vida cheia do Espírito e avivada: Gl 2.20
·
· A oração do profeta Habacuque é um clamor pelo avivamento.

Quais são as indicações que precisamos de um avivamento?

1. FRIEZA NA DEVOÇÃO! “Mas você sufoca a piedade e diminui a devoção a Deus.” – Jó 15.4

· O dicionário Aurélio define devoção como: “O ato de dedicar-se ou consagrar-se a alguém…, manifestação do sentimento religioso; Culto, prática religiosa”
·
· Os nossos dias são marcados pela devoção a nós mesmos. Nós nos dedicamos mais àquilo que está relacionado conosco do que com Deus.
·
· Temos tempo para trabalhar, passear, visitar os parentes, ver televisão, ficar com os amigos, e quase nunca dispomos de tempo para estar com Deus e investir nas coisas relacionadas a Ele.
·
· A leitura da Bíblia se tornou esporádica. Em muitos casos, só a fazemos quando queremos um "versículo da sorte", uma palavra orientadora nos momentos difíceis, onde ela surge como uma espécie de amuleto.
·
· Precisamos de um avivamento pessoal, ao percebermos que é pequeno o nosso interesse pelo estudo sistemático da Bíblia. Falta de devoção indica morte espiritual.
· Falta amor, paixão pelas coisas de Deus.

2. ESCASSEZ DE ORAÇÃO: Disse Samuel: “E longe de mim esteja pecar contra o SENHOR, deixando de orar por vocês.” – I Sm 12.23.

· Eu não estou falando de oração somente na igreja. Eu me refiro a oração como Jesus mesmo indicou em Mt 6.6
·
· Por que será que gostamos mais da oração dos ajuntamentos do que da oração solitária?
·
· Será que isso está ligado à necessidade de sermos vistos pelos homens em nossa devoção? Mt 23.5
·
· Mas a oração que vale, é um relacionamento vertical: é o homem falando em secreto com Deus, e Deus, em resposta a este relacionamento secreto, agindo publicamente.
·
· O que se afirma, não é que só devemos orar em um quarto, e que não podemos orar em público – o próprio Jesus o fez (Jo 11.41).
·
· Uma sintonia preciosa na oração! Precisamos de um avivamento pessoal, quando minimizamos o poder da oração secreta.

3. FALTA DE ZELO PESSOAL E MINISTERIAL: Jesus respondeu: "Ninguém que põe a mão no arado e olha para trás é apto para o Reino de Deus". Lc 9.62

· Zelo é definido como: “afeição ou dedicação, cuidado, desvelo ardente por alguém ou por algo; vivo ardor a serviço de Deus….”

· Sentimos a falta de zelo, quando relaxamos com as "pequenas coisas" da fé.
·
· Nossos atrasos nos cultos; falta sem justificativa, nosso desmazelo com nossa vida devocional; nosso comportamento no ajuntamento santo – culto de adoração; a maneira que fazemos nosso ministério; "pequenas" mentiras e aberturas em nossa vida para impurezas sexuais.
·
· A falta de zelo nos leva a uma postura de relaxo com Deus. Jr 48.10
·
· A propósito, como está o seu ardor por Deus?
· Qual nota você dá para sua paixão pela obra de Deus?

4. COMPORTAMENTO REBELDE. “Mas os rebeldes vivem em terra árida.”- Sl 68.6

· Precisamos de um avivamento pessoal, quando notamos que o nosso coração indica um comportamento rebelde.
·
· Rebeldia! Penso que não há outra palavra que se encaixe melhor para definir nossos dias.
·
· Igrejas cheia de rebeldes que nunca se submetem!
·
· Famílias formadas por rebeldes.
·
· Maridos que exigem submissão, mas que nunca se submetem a Deus e a ninguém. Empregados rebeldes – patrões rebeldes.
·
· Obreiros Rebeldes. Basta um descontentamento e a rebeldia é manifesta na abertura de uma nova igreja – uma nova denominação.
·
· Musica na igreja feita por um amontoado de rebeldes. Músicos e cantores que nunca se submetem!
·
· Não seria isto um sinal da necessidade de avivamento?
A Bíblia diz: I Samuel 15.23.

5. FALTA DE HONESTIDADE: “E a minha honestidade dará testemunho de mim no futuro.” – Gn 30.33

· Precisamos de um avivamento pessoal, ao constatarmos desonestidade em nossa forma de viver.
·
· Desonestidade no trabalho. Empregados que são desonestos com seu tempo no serviço. Mentiras com doenças que não existem, e tempo gasto em coisas que não são necessárias. Mentiras em suas vendas etc…
·
· Patrões que enriquecem a custo de dinheiro desonesto e que ainda forçam seus empregados a toda prática mentirosa.

6. MAU USO DA BOCA. “Pois, quem quiser amar a vida e ver dias felizes, guarde a sua língua do mal e os seus lábios da falsidade.” – I Pe 3.10.

Precisamos de um avivamento pessoal, quando usamos mal nossa boca.

* 3 coisas fazem com que a boca entristeça a Deus:

· Piadas maledicentes,
· Fofocas
· Murmurações,

Conclusão:

· Precisamos um avivamento pessoal, ao verificarmos que em nossa vida há mundanismo.
·
Envolvimento com jogos, bebedeiras, danças, boate, namoro escandaloso, pessoas que vivem juntas sem serem casadas, jogos de azar, luxuria, falta de critérios no modo de vestir (marcado pela sensualidade e erotismo) etc…
Orem comigo para que Deus faça um avivamento, a começar por mim e por você que estamos aqui nesta bela manhã dominical. Que este fogo se incendeie por toda nossa igreja e cidade.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: